Skip to content

GRU para passaporte

Pagar o boleto do passaporte brasileiro (oficialmente chamado de GRU), é o 3º passo do procedimento de emissão do seu documento de viagem.

Nesse artigo você descobrirá toda a informação sobre guia do passaporte. Falaremos sobre isenção, como (quando e onde) pagar, erros frequentes, devoluções etc.

Ou seja, essa leitura é fundamental para o entendimento do processo para tirar passaporte.

Esta imagem ilustra o post sobre a GRU para passaporte
GRU para passaporte: Tudo o que precisa saber sobre o boleto.

Emitir guia (GRU) de passaporte

A GRU (Guia de Recolhimento da União) como visto no passo anterior, solicitação de passaporte, é gerada automaticamente após o envio do formulário que foi preenchido.

Uma vez que essa guia tenha sido emitida, você poderá imprimir ou salvá-la no seu dispositivo informático.

A imagem mostra um exemplo do boleto da guia para pagamento do passaporte (GRU)
Exemplo do boleto da guia para pagamento do passaporte (GRU)

Atenção! Ao ser criada, a GRU não é enviada para o e-mail que indicou no formulário. Isso ocorre apenas com o número do protocolo.

Imprimir boleto para passaporte

Você poderá imprimir (ou salvar) o boleto da GRU juntamente como os documentos gerados ao enviar o pedido de passaporte pela internet.

Para isso, clicque no botão “imprimir” que será mostrado assim que enviar a solicitação.

A imagem mostra como imprimir a GRU para passaporte (boleto)
Clique em “imprimir” para fazer a impressão do boleto (GRU) para passaporte.

Mas cuidado! O boleto da GRU para passaporte, assim como os outros documentos que foram criados automaticamente pelo sistema da Polícia Federal, não são enviados diretamente para a sua impressora.

O que realmente acontecerá ao clicar em “imprimir” será a apresentação desses documentos na tela do seu dispositivo informático. A seguinte imagem mostra como esses documentos são visualizados ao usar o navegador Google Chrome.

A imagem mostra o processo de emissão e impressão do boleto para passaporte
Use os botões indicados na imagem para rodar, salvar (transferir) ou imprimir a GRU para passaporte.

Será apenas a partir de momento quando poderá mandar a GRU para passaporte e os demais documentos gerados para uma impressora ou salvá-los no seu computador, celular ou tablet.

Pagar GRU para passaporte

No decorrer desse tópico você descobrirá quando, onde e como pagar o boleto da GRU para passaporte.

Inicialmente, podemos dizer que, dentre as formas de pagamento aceitas pela Polícia Federal, a escolha de uma ou outra não irá interferir no tempo de emissão do seu passaporte.

Porém, a compensação bancária do pagamento da guia, sim, será um fator que irá interferir no tempo de emissão, pois, o agendamento do passaporte somente poderá ser feito quando o sistema da União identificar essa compensação bancária.

Dessa forma, se o sistema não conseguir confirmar o pagamento da GRU, o mesmo não irá liberar o agendamento para solicitação de novo passaporte. Nesse caso, será apresentada uma mensagem como a mostrada na imagem a seguir.

A imagem mostra o aviso que indica que o pagamento da GRU ainda não foi confirmado
O aviso indica que o pagamento da GRU para passaporte ainda não foi confirmado.

Preste muita atenção no momento em que for pagar o boleto visto que, alguns bancos, adiam essa cobrança e a efetuam apenas na data de vencimento do boleto. Ou seja, quase 20 dias depois da sua emissão.

Por isso, para não haver mal-entendidos que atrasem a emissão do seu passaporte, confirme se o pagamento da GRU foi efetivamente realizado na data atual ou se apenas ficou agendado para data futura.

Caso o pagamento tenha ficado agendado, mas você não queira esperar por esse dia, cancele o agendamento e, logo após, volte a pagar o boleto. Lembre-se apenas de, nessa vez, escolher pagar na data atual.

Por outro lado, se você quiser esperar que o boleto seja pago apenas na data que ficou agendada, não tem problema.

Você apenas deverá esperar que pagamento agendado seja feito e que o sistema tenha detectado a correspondente compensação bancaria para assim, agendar normalmente o seu atendimento.

Quando pagar

Devido a necessidade de registro da GRU na nova plataforma de boletos da FEBRABAN, a Polícia Federal recomenda aguardar pelo menos 1 (uma) hora para realizar o pagamento do boleto, após este ter sido gerado.

Além disso, você terá aproximadamente 20 (vinte) dias, contados a partir da emissão do boleto de passaporte, para realizar o pagamento. Esse prazo, costuma ser o prazo de validade de uma GRU que ainda não foi paga.

Onde pagar

Antes do vencimento do boleto, você poderá pagar a GRU para passaporte através dos seguintes locais:

  1. Agências lotéricas.
  2. Aplicativos bancarios para celular.
  3. Agências bancarias (qualquer instituição).
  4. Caixas eletrônicos.

Entretanto, se a GRU para passaporte vencer antes do pagamento, você deverá fazer a qualquer momento, a reemissão de GRU para passaporte.

Como pagar

Você poderá pagar o boleto da GRU para passaporte diretamente na boca do caixa ou via internet.

Importante! Não é possível o pagamento da GRU para passaporte por transferência bancária, depósito ou cheque.

Caso queira pagar o boleto do passaporte pela internet acesse o seu Internet Banking e siga as instruções fornecidas pela instituição bancaria. Caso seu banco online o permita, poderá também pagar a guia usando o cartão de crédito.

Lembre-se que a guia de pagamento do passaporte emitida pela Polícia Federal é tipo cobrança. Assim sendo, para pagar o boleto de passaporte pela internet ou caixas eletrônicos, escolha a opção de pagamento para “Cobrança/Bloqueto/Título”.

Falha no pagamento da GRU

Em algumas situações, o sistema pode apresentar interrupções ou lapsos temporais entre a criação do boleto e o seu reconhecimento pelas instituições financeiras.

Assim sendo, caso esteja recebendo mensagens de erro no pagamento da GRU para passaporte, é recomendado aguardar algumas horas antes de tentar pagar novamente.

Nota: O Departamento de Polícia Federal (DPF) informa que a União é somente usuária da nova plataforma de boletos bancários e não, sua gestora.

Mensagem “Pendencia bancaria”

Se você habilitou no seu banco o Débito Direto Autorizado (DDA), é provável que durante a criação do boleto também seja emitida uma cobrança eletrônica na sua conta.

Esta cobrança ficará pendente até ser paga e estará em nome do Ministério da Justiça e Segurança Pública – Coordenação de Orçamento e Finanças.

Porém, esta é somente uma das formas pagamento do boleto do passaporte e pode ser desconsiderada caso prefira usar outra forma para pagar.

Mensagem “GRU não registrada”

Ao que tudo indica, a nova plataforma unificada de pagamentos da FEBRABAN demora algum tempo para registrar o boleto emitido na base de dados acessível às instituições financeiras.

Por isso, se você tentar pagar o passaporte imediatamente após a geração do boleto da GRU, o pagamento poderá falhar.

Assim sendo, para efetuar o pagamento do boleto, a Polícia Federal recomenda esperar entre 1 (uma) e 3 (três) horas após a sua geração.

Comprovante de pagamento do passaporte

A Polícia Federal informa que, principalmente nos atendimentos de emergência ou nos casos onde o pagamento foi feito feito há menos de 48 horas úteis, é recomendável apresentar o boleto e comprovante de pagamento no momento do atendimento presencial.

Apresente o comprovante impresso se você pagou o boleto em agência lotérica, caixa do banco etc.

Caso tenha pago por internet banking, se não conseguir imprimir poderá apresentar um imagem que comprove o pagamento.

Por outro lado, nos atendimentos que não se encaixam à situação anteriormente descrita, tanto o boleto como o comprovante de pagamento são normalmente dispensados de apresentação e somente serão solicitados em caso de discrepância.

Atenção! A PF não emite recibo de pagamento efetuado. Assim sendo, a prova de que o pagamento realmente foi realizado é o próprio comprovante entregue pela agência bancaria ou lotérica.

Se você perdeu o talão de pagamento da GRU do passaporte, dirija-se ao local onde foi feito o pagamento e solicite a 2ª (segunda) via do comprovante.

Dados errados no boleto da GRU

Acima de tudo, saiba que o boleto da GRU para passaporte apenas poderá ser utilizado pela pessoa cujos dados estejam nele impressos.

Caso detete erros moderados no seu nome, data de nascimento ou endereço lembre-se de informar, no dia do atendimento, ao agente da PF. Apesar de não ser um fator impeditivo para a emissão do passaporte, o agente deverá avaliar a necessidade de corrigir, ou não, essas informações.

Mas atenção! Erros no CPF são impeditivos para a emissão de passaporte. Assim sendo, se enviou o formulário de passaporte com o número errado do seu de CPF, deverá, obrigatoriamente, preencher novamente (e com muita atenção) ao formulário.

Dessa forma, novos protocolo e boleto serão dessa vez gerados com a informação correta.

Porém, se você já tivesse pago a guia na qual o CPF consta errado, deverá também requerer a devolução desse pagamento.

Erro de digitação ou leitura do código de barras da GRU

O sistema de arrecadação da União não poderá receber e nem reconhecer, um pagamento onde tenha existido erro de digitação ou de leitura do código de barras do boleto.

Se este for o seu caso, solicite a devolução do valor pago à instituição financeira que fez o pagamento e não à Polícia Federal.

Devolução de pagamento de GRU

A restituição de pagamento da GRU para passaporte pode demorar até 3 (três) meses e não é realizada pela Polícia Federal, mas sim, pela União.

Atenção! Para que o valor pago possa ser devolvido, este não poderá ter sido usado e o pagamento da GRU não poderá ter sido feito há mais de 5 (cinco) anos.

O reembolso do valor da taxa para tirar passaporte, seja este total ou parcial, deverá ser pedido apenas pelo titular do boleto, mas, em caso excepcionais, esse ressarcimento poderá ser demando por procurador legalmente instituído pelo titular.

Caso o titular da GRU seja menor de 18 anos, a devolução devida terá que ser solicitada pelo responsável legal do menor.

Em todos os casos, você estará obrigado a fornecer os dados de conta corrente uma vez que, devoluções em conta poupança, não são possíveis.

Nota: Caso não tenha uma conta corrente em seu nome, poderá então fornecer os dados de conta de um terceiro, sendo necessário informar o CPF dessa pessoa.

Documentação necessária para devolução de GRU para passaporte

A Polícia Federal recomenda (mas não obriga), para casos de devolução de GRU, apresentar as vias originais ou cópias dos seguintes documentos:

  1. Comprovante de pagamento de GRU; e
  2. Boleto da GRU.

Nota: A apresentação desses documentos poderá tornar o processo mais rápido.

Por outro lado, você deverá preencher, assinar e entregar o Requerimento de Devolução de Taxa. Tal requerimento poderá ser preenchido à mão entregue em via única.

Procedimento para restituição de GRU

Uma vez que você tenha reunido esses documentos, compareça a uma Delegacia ou Superintendência de Polícia Federal e entregue-os no setor de protocolo.

Nesse momento ser-lhe-á entregue um “número de protocolo de devolução de GRU” a qual, como falado no início desse tópico, será feita em até 3 (três) meses.

Acompanhar o ressarcimento de GRU

A PF informa que, na atualidade, não existe um sistema online de acompanhamento do processo de devolução de GRU.

Sendo assim, você deverá ir verificando o extrato da conta corrente que foi informada.

Caso passem os 3 meses estabelecidos para o reembolso e o valor ainda não tenha sido creditado na conta corrente fornecida, procure uma unidade do DPF e apresente o “número de protocolo de devolução de GRU” para, assim, obter mais informações.

GRU paga mas não utilizada

Uma GRU para passaporte que já tenha sido paga, é valida durante 5 (cinco) anos. Dessa forma, se você fez o pagamento do boleto da GRU há menos de 5 anos, poderá ainda utilizá-lo para emitir o seu passaporte.

Veja abaixo como continuar com a emissão de passaporte utilizando uma GRU que já havia sido paga, de acordo com tempo decorrido desde o pagamento.

Pagamento com menos de 90 dias

Caso o pagamento da guia tenha sido feito há menos de 90 dias, basta fazer o agendamento (ou reagendamento) do seu atendimento presencial em uma das unidades emissoras de passaporte da Polícia Federal.

Pagamento com mais de 90 dias

Caso o pagamento da guia tenha sido feito há mais de 90 dias porém, há menos de 5 anos, você deverá realizar uma nova solicitação de passaporte. Após essa nova solicitação, considere apenas o novo número de protocolo gerado e ignore o novo boleto da guia GRU.

Importante! Não faça o pagamento do novo boleto da GRU para passaporte.

Agora, deverá comparecer a um posto emissor de passaporte levando consigo o número do protocolo criado com nova solicitação e pedir que o pagamento do boleto antigo seja associado ao novo protocolo.

Porém, se na sua cidade não houver posto emissor, a Polícia Federal disponibiliza uma ferramenta que possibilita solicitar, online, essa associação.

Nota: É possível que a solicitação para associar os documentos através da internet demore mais tempo em ser realizada do que de maneira presencial.

Para pedir que a PF associe o pagamento do boleto da guia antiga ao novo protocolo, clique aqui.

Pagamento com mais de 5 anos

Se a sua GRU para passaporte foi paga há mais de 5 anos, você não poderá mais usá-la. Do mesmo modo, não será possível solicitar a devolução do montante que já havia sido pago.

Assim sendo, se atualmente tem intenção de tirar passaporte, deverá iniciar o pedido do documento e, infelizmente, fazer também o pagamento do novo boleto gerado.

Isenção (ou desconto) na GRU

Idosos, estudantes, autoridades, indivíduos com deficiências ou qualquer outra categoria não estão isentos de pagar a GRU para passaporte, uma vez que, atualmente, a lei não específica desconto ou dispensa da cobrança de taxa na emissão desse documento de viagem.

Perdi a GRU do passaporte

Veja quais dos casos abaixo encaixa-se melhor na su atual situação.

GRU paga

Caso tenha perdido uma GRU paga, estar em posse do comprovante de pagamento já é suficiente para seguir com a emissão do passaporte.

GRU não paga

Se perdeu o número da GRU de passaporte e esta não tinha ainda sido paga, basta reemitir e reimprimir o documento.

Nota: Você poderá usar boleto pago da GRU mesmo que tenha mudado de nome devido matrimónio, divorcio etc. A GRU é um documento que fica associado ao CPF e não ao nome.


E isto é tudo! Caso ainda tenha alguma questão sobre o GRU para passaporte, deixe-nos um comentário. Responderemos à sua pergunta assim que nos for possível.

Se você gostou do conteúdo desta publicação, ajude-nos a divulgá-lo para o maior número de pessoas possível! Para isso, basta compartilhar essa página através das suas redes sociais. Volte sempre que precisar! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comments (10)

Meu GRU já foi pago , e fui na entrevista, só que eu estava em processo de separação e coloquei nome de solteiro pensando que já estava foi na puc! Pelo jeito vai demorar, acho que vou canselar a separação como faço para modificar meu GRU ?

Responder

Olá Thiago! Desde já agradecemos o seu interesse no artigo sobre a GRU para passaporte.
A priori, não há necessidade de alterar o seu nome na GRU do passaporte uma vez que, como regra geral, a GRU está vinculada ao CPF.
Esperamos tê-lo ajudado. Volte sempre que precisar! 🙂

Responder

Olá pedir meu comprovante de pagamento do passaporte tem como tira uma segunda via dele

Responder

Olá Francisco! Desde já agradecemos o seu interesse no artigo sobre a GRU de passaporte.

Para solicitar uma segunda via do comprovante de pagamento da GRU você deverá entrar em contato com o Banco onde foi feito o pagamento.
Outra forma seria entrar em contato com o órgão favorecido do pagamento (no caso da GRU para passaporte este órgão é a Polícia Federal) já que este possui os meios necessários para comprovar o pagamento.

Esperamos tê-lo ajudado. Volte sempre que precisar! 🙂

Responder

paguei a GRU e não consegui comparecer na data agendada. Como proceder para o reagendamento ?

Responder

Olá Kátia! Desde já agradecemos o seu interesse no post sobre GRU para passaporte.

Você encontrará um post que responde totalmente à sua pergunta clicando no seguinte link: reagendar passaporte Polícia Federal

Esperamos tê-la ajudado. Volte sempre que precisar! 🙂

Responder

Ola, gerei a GRU para pagamento e ainda nao foi paga. Coloquei a naturalidade incorreta, como faco para corrigir antes do pagamento? Ou posso fazer o pagamento e isso podera ser corrigido no momento em que eu estiver fazendo o passaporte?

Obrigada!

Responder

Olá Camila! Desde já agradecemos o seu interesse no nosso site sobre a GRU para passaporte brasileiro.

Para solicitar a atualização da informação, entre no seguinte site: Solicitar atualização de informações

Uma vez dentro da página, identifique-se preenchendo na parte de cima do formulário os campos Nome e Data de Nascimento (ou usando o número do seu passaporte atual).
Nos campos de baixo, informe apenas os dados que deverão ser atualizados (no seu caso, preencha apenas o campo “nacionalidade”). Deixe em branco os campos que não necessitam atualizações.

Isso é tudo, lembre-se de comunicar ao atendente da PF (no dia do atendimento pessoal) que realizou esta modificação para que o mesmo possa verificar se esta foi efetivada.

Esperamos tê-la ajudado. Volte sempre que precisar! 🙂

Responder

Boa tarde eu preenchir o formulário do requerimento do passapor deu tudo certo só que no final eu não cliquei na tela de imprimir.distracao minha . como fazo para emprir o boleto para eu pagar.eu só fiz um prite da tela tenho o número de protocolo como faço agora para emprimir?

Responder

Olá Maria Aparecida! Desde já agradecemos o seu interesse no nosso post sobre a GRU para passaporte.

Para emitir a 2ª via da sua GRU, siga os passos indicados no seguinte link: reemitir GRU

Esperamos tê-la ajudado. Volte sempre que precisar! 🙂

Responder